Blog
mar 26

Quem pode fazer branding pessoal?

Fazer uma gestão da sua própria marca pessoal tem se tornado cada vez mais importante, mas ainda é um assunto que gera muitas dúvidas. Agora que vocêjá deve saber o que é o Branding Pessoal, deve estar se perguntando será que é mesmo para qualquer profissional?

Nós vamos tirar suas dúvidas sobre isso!

1. Branding pessoal para empreendedores funciona?

Se pedirmos para pensar na Apple sem o Steve Jobs, você conseguiria? E se você tentasse imaginar outro criador para o fantástico mundo da Disney, conseguiria? As empresas de sucesso possuem por trás grandes personalidades e não é à toa! As marcas que possuem a imagem de um líder inspirador atreladas a elas se tornam mais emocionantes. O Branding Pessoal para empreendedores é importante, assim podem se tornar motivação para que colabora com sua marca, inspiração para aqueles que interagem com sua marca e aspiração para outros empreendedores.

2. Profissionais de saúde

Lidar com os outros de forma tão íntima é uma atividade singular e complexa. O Branding Pessoal ajuda aos profissionais de saúde a mostrarem seu propósito e emoção do seu trabalho. Ter uma marca é diferencial, é mostrar
seu valor. As limitações dos códigos de ética não impedem que o profissional faça o trabalho de branding, permitem que o profissional comunique sua missão e se mostre para todos de forma correta.

3. Advogados

Você já ouviu falar em Branding Jurídico? Esse termo é utilizado para a gestão de marca de profissionais da área jurídica. Assim como os profissionais de saúde, aqui existem também regras éticas que precisam ser cumpridas, mas
que também não impedem que o profissional de fazer essa gestão. O branding para profissionais jurídicos é importante para proporcionar visibilidade além de currículos impecáveis.

4. Todos os outros profissionais
Professores, arquitetos, engenheiros e todos os outros profissionais podem (e devem) fazer Branding Pessoal. Gerir sua marca pessoal não é restritivo, independente da sua profissão, você pode posicionar e buscar se destacar através do que você faz de melhor conectando-se com sua missão no mundo. Todo profissional deixa uma marca nas pessoas ao seu redor, por isso todo profissional deve gerir sua própria marca.

5. Por último e mais importante: você!

Se sua dúvida era se você pode ou não embarcar no Branding Pessoal, a resposta é sim! Você pode e deve fazer isso! Gerir sua marca é um passo importante para se desenvolver ainda mais na sua carreira. Para você começar a caminhar, algumas perguntas para você refletir:

  • Como as pessoas ao seu redor te veem profissionalmente?
  • Como você quer ser visto?
  • O que você faz para que as pessoas te vejam desse jeito?
  • E o que você poderia fazer?

Agora mãos à obra! Hora de embarcar na jornada do Branding Pessoal e se desenvolver ainda mais.

About The Author

MARIA BRASIL ~ Curiosa, inquieta e apaixonada por construir marcas com alma e essência. Apaixonada por construir marcas com alma, emoção e essência.Especialista em Comunicação Estratégica e Gestão de Marcas pela Universidade Federal da Bahia, com passagem pela Universidad Europea de Madrid, conta ainda com cursos de especialização pelo Instituto Europeu de Design, Miami Ad School, ESPM e New York University.Fundadora da Essence Branding, consultoria de construção de plataformas de marca baseadas na essência e propósito dos negócios, Presidente da Associação de Jovens Empreendedores da Bahia. Autora do livro “O Discurso do Réu”, obra em que trata sobre temas como Propósito, Capitalismo Consciente e os novos modelos de negócios, através de um olhar leve e divertido, conectado à comunicação e ao marketing.TEDx Speaker e palestrante com atuação nacional, ministra aulas em cursos de MBA, além de palestras, cursos e workshops nas áreas de Empreendedorismo Feminino, Branding com Propósito e Personal Branding.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *