Blog
fev 05

Essence Entrevista | Branding Pessoal e Posicionamento Digital – Carolina Meski

Estratégias de Branding Pessoal ajudam todos os profissionais a gerirem uma marca pessoal. Como todo processo de gestão, essas estratégias envolvem várias camadas. Pensando em te ajudar a desenvolver sua marca, nós já chamamos especialistas para falar sobre essência, imagem e postura profissional. Para finalizar essa série, chamamos Carolina Meski para contar um pouco mais sobre posicionamento digital. Incrível, né? Confira abaixo o que ela contou pra gente!

 

  1. O que é Branding Pessoal para você e qual a importância de cuidar da marca pessoal?

Gestão de Marca Pessoal! Se inicia no conjunto de elementos que descrevem / caracterizam a Marca (pessoa), tanto em DNA quanto em id. visual, e termina na forma como comunicamos esta Marca para o mercado, sempre visando um posicionamento coerente e benéfico para a Marca.

 

  1. Qual o erro mais comum dos profissionais no instagram?

O erro mais comum dos profissionais é não pensar “posicionamento” de Marca de forma estratégica. Enquanto que o erro mais comum dos profissionais no Instagram é não pensar “posicionamento” e, com isso, transformar seu Instagram em uma ferramenta perigosa para a sua carreira.

 

  1. Como avaliar qual o melhor conteúdo para alavancar minha imagem profissional?

Sempre partir da percepção do seu público-alvo. Qual impacto este conteúdo/postagem causará ao meu público-alvo?

 

  1. Para quem deseja iniciar a construção de uma imagem profissional nas redes sociais, quais os primeiros passos?

Ter certeza sobre o seu propósito de Marca e público que deseja alcançar. O segundo passo é, sem dúvida, ter certeza de que pode gerar/agregar valor com o seu conteúdo. O terceiro é mostrar isso. Marcas que não geram valor dificilmente conseguem se destacar e se tornar relevantes para qualquer audiência.

 

  1. Existe alguma divisão entre conteúdos para o perfil profissional e para o perfil pessoal ou posso usar um perfil para as duas coisas?

Pode, e até deve, utilizar um perfil para posicionar os dois temas (pessoal e profissional), sempre quando saiba usar a ferramenta (instagram) de forma estratégica. O lado pessoal deve entrar para AGREGAR ao lado profissional, por tanto esse conteúdo deve ser gerado também de forma estratégica. Perfil pessoal é diferente de perfil amador.

 

  1. Muitas pessoas se preocupam muito com números de seguidores e curtidas. Para termos um bom perfil nas redes sociais precisamos necessariamente focar tanto nisso?

Número de seguidor é importante como termômetro de qualidade, e não para alimentar as métricas da vaidade. Quanto mais seguidores, engajamento e rapidez no crescimento, mais chances de você estar no caminho certo quanto a produção de conteúdo e utilização da ferramenta.

 

About The Author

MARIA BRASIL ~ Curiosa, inquieta e apaixonada por construir marcas com alma e essência. Apaixonada por construir marcas com alma, emoção e essência.Especialista em Comunicação Estratégica e Gestão de Marcas pela Universidade Federal da Bahia, com passagem pela Universidad Europea de Madrid, conta ainda com cursos de especialização pelo Instituto Europeu de Design, Miami Ad School, ESPM e New York University.Fundadora da Essence Branding, consultoria de construção de plataformas de marca baseadas na essência e propósito dos negócios, Presidente da Associação de Jovens Empreendedores da Bahia. Autora do livro “O Discurso do Réu”, obra em que trata sobre temas como Propósito, Capitalismo Consciente e os novos modelos de negócios, através de um olhar leve e divertido, conectado à comunicação e ao marketing.TEDx Speaker e palestrante com atuação nacional, ministra aulas em cursos de MBA, além de palestras, cursos e workshops nas áreas de Empreendedorismo Feminino, Branding com Propósito e Personal Branding.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *